segunda-feira

Quem é Ana Botafogo?

Ana Botafogo como Giselle



Nascimento: 9 de julho de 1957 (54 anos) Rio de Janeiro, RJ


Nacionalidade: brasileira


Ocupação: bailarina e atriz


Ana Botafogo (Rio de Janeiro, 9 de julho de 1957) é uma bailarina brasileira.
Começou a estudar ballet clássico em sua cidade natal e a dançar profissionalmente na França, no Ballet de Marseille. Frequentou ainda a Academia Goubé na Sala Pleyel, em Paris (França), a Academia Internacional de Dança Rosella Hightower, em Cannes (França), e o Dance Center-Covent Garden, em Londres (Inglaterra).
Desde 1981 é a primeira-bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro já tendo se apresentado na Europa, América do Norte, América Central e América do Sul.
Estreou no Municipal com o ballet Coppélia, o que abriu portas para novos convites internacionais. Fez uma participação especial como atriz em Páginas da Vida, telenovela das oito da TV Globo, escrita por Manoel Carlos, no papel de filha de Tarcísio Meira e Glória Menezes, e como uma professora de ballet muito culta.


Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre

Espetáculo o Quebra-nozes

Espetáculo o Quebra-nozes pelo Estúdio Passos da Dança.
A Morte do quebra-nozes!!!
Ficou muito legau!!!!

Festival de Dança

Uma amostra de como foi o nosso festival!!!
Bom Espetáculo!!!

quarta-feira

A História da Dança Moderna

A dança moderna surgiu no início do século XX e seus pioneiros procuravam maneiras modernas e pessoais de expressar como se sentiam através da dança.

Entre os que começaram este movimento estão as americanas: Isadora Duncan, Loie Fuller e Ruth St Dennis; o suíço Emile Jacque Dalcroze e o húngaro Rudolf von Laban.

Dança Moderna A Dança Moderna apareceu com o intuito de rejeitar a Dança Acadêmica ou Clássica.
Dança Moderna começou na América no início do século 20, quando os antecessores dos artistas que hoje conhecemos, começaram sua própria rebelião contra a formalidade do balé e a previsibilidade das populares mostras de dança do período. As suas técnicas e estilos eram muito diferentes, o que eles tinham em comum era a insatisfação com as opções disponíveis para bailarinos e seu objetivo último era transmitir ao seu público um senso de realidade interior e exterior - um objetivo que ainda inspira bailarinos modernos hoje.
Na América do Norte, a dança moderna recebeu grande influência dos estudos do ator e pesquisador francês François Delsarte ( 1811-1871). Suas investigações podem ser condensadas em seus dois grandes princípios: A Lei da Correspondência e a Lei da Trindade. Uma aluna de Delsarte ( Mme. Harvey) levou os ensinamentos do mestre até a Denishawn School, escola de dança fundada por Ruth Saint Dennis e Ted Shawn. Esse último iniciou sua carreira com o estudo do Delsartismo. A grande iniciadora da dança moderna americana foi Isadora Duncan, mas a primeira técnica estruturada foi a de Martha Graham, criada nos anos 20 e 30 do século XX. Este estilo procura dar mais ênfase aos sentimentos, aos sonhos, tentando teatralizá-los ao máximo através de movimentos corporais.
A Dança Moderna , emergida dos últimos anos do século XIX e afirmada nos primeiros do século XX, teve raízes e intenções bem distintas. Os bailarinos dançam descalços, trabalham contrações, torções, desencaixe etc, e seus movimentos são mais livres, embora ainda respeitem uma técnica fechada.

Depois de Martha Graham, vieram outros nomes que enriqueceram ainda mais o cenário da época: Doris Humphrey, Lester Horton, José Limon entre outros. Suas técnicas encontram-se em alguns pontos, mas divergem muito. E suas escolas continuam a existir muito fortemente nos Estados Unidos, um dos berços da Dança Moderna. Esta foi muito afastada pela Dança Contemporânea, mas voltou ao seu lugar depois de 3 anos.

Principais nomes da Dança Moderna nos EUA: Isadora Duncan, Martha Graham, Ruth Saint-Dennis, Ted Shawn, Charles Weidman, Doris Humphrey, Loïe Fuller.

Fonte: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Isadora Duncan  

sábado

Por que você decidiu ser bailarina?

Ser bailarina na minha visão é deixar muitas coisas em 2º plano; mas existem pessoas que fazem ballet só por fazer, não é nem por hobby, pois quem faz por hobby se esforça e é difícil para quem ama o ballet entender...
Eu falo isso por mim! Eu amo o que faço; comecei a dançar tarde, não sou tão boa, preciso melhorar, mas eu nunca desisti, acho que o medo de decepcionar quem sempre acreditou em mim, então um belo dia decidi que isso seria minha profissão: ser bailarina? NÃO, acreditar em outras pessoas da mesma forma que acreditaram em mim, esse foi meu erro creio que coloquei credibilidade em quem ainda não quer ser realmente bailarina.
Como eu falei no início do texto ser bailarina é deixar muitas coisas em 2º plano, mas o que seriam essas coisas? As vezes é deixar de dormir uma hora a mais no sábado para ir a aula extra, é deixar o orgulho de lado e deixar-se melhorar, é ficar depois do horário para ajudar um colega ao invés de me preocupar com o que irá passar na tv naquele momento, é me esforçar para participar do espetáculo e não desistir nos 45min do segundo tempo (por incrível que pareça, tem gente que faz isso!)...
Eu aprendi que pra você ganhar um papel bom, como ser solista, não é para quem tem somente uma boa técnica, mas para quem tem também compromisso, disciplina, esforço e o coração naquilo que faz!!!
Eu decidi ser bailarina e professora porque eu amo o ballet, larguei o jornalismo porque eu só seria feliz nesse mundinho das dores infidáveis e do brilho eterno!!! Eu entro na sala e ligo o som por me sentir completa, lá eu me transformo na estrela e a minha platéia sou eu mesma...
E você, decidiu ser bailarina por que?


quarta-feira

Estúdio Passos da Dança apresenta...




... O QUEBRA NOZES!!!


Esse ano iresmos interpretar um dos maiores clássicos do ballet de repertório existentes e também teremos apresentações de jazz, dança do ventre, hip-hop e dança de salão.

Será no Teatro do Sesc Ceilândia Norte - Newton Rossi (DF), nos dias 04 e 05 de novembro a partir das 19h.

Os ingressos estarão à venda a partir do mês de setembro somente no estúdio que localiza-se na Avenida P4 PSul/Ceilândia Sul. O valor é de R$10,00 (dez reais). Ingressos limitados.


Venha conferir,mais informações pelo telefone 61 30471933.




Como é a história do Quebra-Nozes, veja:


Coreografia original: Lev Ivanov

Música: Tchaikovsky

Estréia Mundial: 1892/Rússia



A história se passa durante uma festa de natal onde Clara ganha de seu tio um boneco quebra-nozes. No final da festa, Clara volta a sala e adormece ao lado da arvore de natal junto ao presente que ganhara. A menina sonha que um exército de ratos está invadindo a sua sala, mas o quebra-nozes a defende. O rei dos ratos atinge o quebra-nozes , porém Clara o salva atirando um sapato nos ratos.


O boneco se transforma em uma belo príncipe que leva Clara até o reino das neves e ao reino dos doces. A fada açucarada, rainha do reino dos doces homenageia Clara com uma grande festa, onde todos os habitantes dançam representando as várias regiões. Por fim, a fada dança um lindo Pas-de-deux com o príncipe. Clara começa a sentir-se sonolenta até adormecer novamente.


Na manhã seguinte seu tio a encontra dormindo embaixo da árvore, abraçada ao quebra-nozes. Ela sabe que seu presente foi uma linda viagem em forma de sonho e não apenas um boneco!


segunda-feira

Novas Postagens!!!



Olá pessoal!!!



Andei sumida, ein?!



Mas eu voltei e estou pedindo sugestão de postagens. Que temas sobre ballet vocês estão interessados?Dicas de sapatilhas, quais os métodos de ensino do ballet clássico, ícones da dança...






Dê sua opinião que eu irei pesquisar e trago pra vocês e também se houver algo que queiram compartilhar o espaço está aberto!!!


Semana abençoada com muuuita DANÇA!!!